Fadiga durante a quimioterapia: como amenizar?

Se sentir muito cansado e sem energia é o efeito colateral mais comum da quimioterapia. Você pode sentir dores musculares, esgotar-se rapidamente, ter dificuldade para se concentrar ou ter dificuldade para realizar as atividades diárias. 

O cansaço pode surgir repentinamente e isso acaba impactando ainda mais na autoestima das pessoas que passam pelo tratamento quimioterápico.

Por isso, é importante lembrar que a fadiga pode melhorar após o término do tratamento para alguns, mas pode durar muitos meses a anos após o tratamento para outros.

Porém, algumas ações bastante simples podem mudar completamente a sensação de fadiga durante a quimioterapia. Quer saber quais? Confira o artigo abaixo!

Como é a fadiga durante a quimioterapia?

A fadiga pode ter muitas causas. Pessoas com câncer descrevem a fadiga de várias maneiras. Eles podem dizer que se sentem cansados, fracos, exaustos, esgotados ou com raciocínio lento. 

Outros dizem que não têm energia e não conseguem se concentrar. Também tem os que falam sobre ter braços e pernas pesadas, pouca vontade de fazer qualquer coisa, não conseguir dormir ou dormir mal. Podem se sentir mal-humorados, tristes, irritáveis ​​ou frustrados.

Nenhum teste de laboratório ou raio-x pode diagnosticar ou mostrar seu nível de fadiga. A melhor maneira de mensurá-la vem da maneira como você descreve seu nível de fadiga para a equipe de tratamento. 

Você pode descrever seu nível de fadiga como nenhum, leve, moderado ou grave. Ou você pode usar uma escala de 0 a 10, em que 0 significa nenhuma fadiga e 10 significa a pior fadiga que você pode imaginar. 

Como amenizar a fadiga?

O s pacientes submetidos à quimioterapia estão em uma ligação tripla. Primeiro, o câncer em si é cansativo.

Em segundo lugar, 50% a 90% de todos os pacientes com câncer sofrem de fadiga, de acordo com um estudo brasileiro de 2011. Além disso, os medicamentos anticâncer podem minar suas forças.

Mas você pode combater a fadiga com mudanças simples na dieta e no estilo de vida. Isso pode fortalecer seu corpo enquanto luta contra os efeitos da quimioterapia e do câncer.

Para isso, você pode experimentar:

Melhorar o seu sono

Preocupar-se com os tratamentos de quimioterapia não apenas causará insônia, mas também esgotará sua energia.

Por mais difícil que seja o tratamento, é fundamental que os pacientes tenham ao menos 8 horas de sono reparador por noite. Para isso, devem ir para a cama no máximo até às 23h, e garantir que nada o despertará.

Para auxiliar no processo de dormir bem, pratique a higiene do sono:

  • evitando o uso do celular pouco antes de dormir
  • tirar aparelhos eletrônicos do quarto
  • tomar um chá indutor do sono que seja recomendado pelo seu médico
  • procurar manter o quarto o mais escuro, silencioso e confortável durante à noite

Estas ações simples garantirão que você tenha uma noite de sono reparadora e acorde no dia seguinte mais disposto e recuperado.

Se exercite

Faça uma caminhada de 45 minutos todos os dias, faça chuva ou faça sol. Se não gosta de caminhar, ande de bicicleta, corra, faça natação, vá na academia…O importante é movimentar seu corpo! 

A atividade física é altamente recomendada durante a quimioterapia. Inclusive, estudo holandês descobriu que pacientes com câncer de mama que participaram de um programa de exercícios aeróbicos de 18 semanas estavam significativamente menos cansados ​​do que pacientes com câncer de mama que não fizeram exercícios.

Mas antes de iniciar sua atividade física diária, converse com seu médico sobre quais orientações deverá seguir, para que o treino traga resultados positivos.

Coma bem

Manter uma boa alimentação, de forma equilibrada e com aporte diário de macro e micronutrientes, também é uma forma bastante prática de reduzir a fadiga durante a quimioterapia.

Seu corpo precisa de muita nutrição para ajudar a manter a força e a resistência. Por isso, coma alimentos que proporcionem um equilíbrio entre calorias, proteínas, carboidratos, gorduras, vitaminas e minerais. 

Certifique-se de beber bastante líquido. Experimente sopas nutritivas, que são mais fáceis de digerir. Conte ainda com o suporte de uma nutricionista — que deverá integrar sua equipe multidisciplinar de tratamento — para lhe prescrever a dieta mais indicada para seu caso.

E sei que comer pode ser muito difícil durante a quimioterapia, por isso comece sua alimentação sempre pela proteína, como forma de evitar o catabolismo muscular. 

Amenize a fadiga

É claro que cada pessoa reage de uma forma diferente à quimioterapia, mas de modo geral, ao colocar estes três itens como rotina durante seu tratamento, é possível amenizar a fadiga.

Tente colocar em prática estas dicas e tenho certeza que observará significativa melhora na sua sensação de cansaço durante o tratamento.

Gostou das dicas sobre como amenizar a fadiga durante a quimioterapia? Então me siga também nas minhas redes sociais, onde sempre compartilho muitas dicas e informações sobre o câncer!

Até a próxima,

Dra. Ana Baccarin.